Bruno e Marrone – Inevitável





Letra:
É animal
É tão voraz
Essa paixão
É vendaval
Me tira a paz
Faz confusão
Chega dá medo
Sabe o segredo
Do meu coração
É sempre assim
Sem avisar
Me surpreende
Demais pra mim
Quando sei lá
Chega e me rende
Me devora
Depois some
A alma chora
É inevitável te amar assim
Quantas vezes digo nãomas lá no fim
Sempre me entrego
É inevitável o poder da paixão
Se tento esquecer lá dentro o coração
Fica surdo, fica mudo, fica cego
É sempre assim
Sem avisar
Me surpreende
Demais prá mim
Quando sei lá
Chega e me rende
Me devora
Depois some
A alma chora
É inevitável te amar assim
Quantas vezes digo não mas lá no fim
Sempre me entrego
É inevitável o poder da paixão
Se tento esquecer lá dentro o coração
Fica surdo, fica mudo, fica cego

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.